“O Brasil esteve abaixo do seu padrão técnico, do seu normal competitivo. No segundo tempo, foi melhor e conseguiu trazer nossa ideia mais de bola, de troca de passes, circulação. E depois da profundidade, num plano avançado. Aí ela conseguiu. Mas esteve abaixo, sim. Da minha passagem aqui, é a segunda vez que jogamos contra a escola africana, e é a segunda vez que temos dificuldade. Foi assim contra Camarões também. São equipes que procuram contato, trazem compactação, bola aérea forte. E a gente está ainda encontrando a melhor forma de jogar contra as equipes africanas”, TITE.

3 Comentarios

  1. O Brasil, na verdade, está abaixo do seu padrão técnico pelo menos há uns dez anos. Só ladeira abaixo!

  2. Tite sempre foi do embromation.

  3. Agora que descobriram que ele nasceu pra palestrar?

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Logo Qualitare