A Associação de Futebol Argentino mandou uma carta com seis páginas de extensão à Conmebol no final da tarde desta quarta-feira, reclamando da arbitragem do equatoriano Roddy Zambrano na semifinal da Copa América, contra o Brasil, no Mineirão. Citando até a “volta olímpica” do presidente Jair Messias Bolsonaro no intervalo, a federação assegurou que seus jogadores voltaram para casa “desiludidos”.

Endereçada ao presidente da Conmebol, Alejandro Domínguez, a nota começa citando uma pretensa aproximação da AFA com a entidade reguladora do futebol no continente. São usados termos como “refundação” e “crise de credibilidade” para citar o momento do esporte no continente antes de se começar a elencar as críticas a respeito da atuação do juiz.

“Lamentavelmente, o que ocorreu na partida entre Argentina e Brasil merece uma profunda reflexão sobre os princípios de ética, lealdade e transparência que você (Domínguez) sempre invoca”, afirma o texto, sem aliviar nas reclamações a respeito das decisões da arbitragem. “Ficou claro que a Argentina foi prejudicada durante todo o jogo e, principalmente, nos dois lances de pênalti em que o VAR não foi utilizado”, segue a carta.

2 Comentarios

  1. AFA reclamando da Conmebola. Julio Grondona deve estar se remexendo no túmulo…e Amarilla rindo…

  2. Em parte eles têm razão. O pênalti feito pelo Artur existiu. O juiz deveria ter consultado o VAR.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Logo Qualitare