O golpe duro imposto pela pandemia nos cofres dos clubes esportivos pode os deixar mais expostos à corrupção, de acordo com análise da consultoria Kroll. Segundo o diretor responsável pela área de investigação esportiva da Kroll, Ian Cook, o momento que vivemos aumenta a importância do background check de possíveis parceiros e patrocinadores, que ganha mais relevância em tempos de renda escassa.
“No Brasil e no mundo, infelizmente vemos quase diariamente as tentativas de se lavar dinheiro por meio do esporte. Com a necessidade de respiro financeiro, os dirigentes muitas vezes acabam não fazendo a análise devida”, aponta Cook.
O executivo ainda chama atenção para os possíveis danos reputacionais que parcerias com empresas que atuam ilicitamente podem trazer no futuro. “No começo, todos acham que a parceria é boa, por causa do dinheiro. Porém, o dano de reputação, que reflete em possíveis punições e sanções, pode trazer um prejuízo ainda maior a longo prazo”, aponta.

1 Comentário

  1. Estão sendo corruptos até na área da saúde, não seriam no futebol?

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Logo Qualitare