A Globo fechou a venda das seis principais cotas de patrocínio de seu projeto de transmissões de futebol para 2021, assegurando uma receita bruta de quase R$ 1,9 bilhão. De acordo com o Notícias da TV, o Grupo Petrópolis, fabricante da cerveja Itaipava, comprou a cota que nas últimas duas décadas pertenceu à Ambev, uma das maiores cervejarias do mundo.

A Ambev já havia anunciado que não renovaria com a Globo. A multinacional belga-brasileira fez uma oferta considerada muito baixa pela Globo, que pede R$ 311,7 milhões por cota nacional, apenas R$ 4 milhões a mais que em 2020.

Casas Bahia, Vivo, Itaú e General Motors foram os primeiros a renovar com a Globo. A Hypera, da Neo Química, endureceu a negociação, mas acabou cedendo.

O pacote de futebol nacional da Globo prevê a transmissão de 63 jogos ao vivo na TV aberta, 22 a menos do que em 2020. Para compensar a falta da Libertadores e campeonatos estaduais mais curtos, a rede vai ampliar a exposição das marcas patrocinadoras do futebol ao longo de sua programação, com inserts em telejornais, novelas e séries.

2 Comentarios

  1. Pensei que estivessem em crise financeira.

  2. Dois milhões ou dois mil milhões? A bem, Empresa Belga/Brasileira? Brasil País de Tolos.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Logo Qualitare