No futebol, Messi e CR7 disputam esse apelido, que seria talvez uma espécie de “cabra da peste”
Há quem comemore o 7 de outubro como o “Dia do Goat”. Trata-se de uma palavra em inglês que significa “cabra”, mas na realidade também representa a abreviação de “Greatest Of All Times”, ou seja, o “maior de todos os tempos”.
O fato é que a palavra “goat”  tem sido usada por décadas pela imprensa norte-americana para se referir a um atleta que marca uma era em determinado esporte. Foi utilizada, por exemplo, para o boxeador Mohamed Ali, para o jogador de basquete Michael Jordan, e  para o golfista Tiger Woods. 
No futebol, várias publicações em inglês começaram, a partir de 2017,  a descrever como “goat” a estupenda temporada de Lionel Messi no time do Barcelona. O craque argentino chegou a fazer um ensaio fotográfico para a revista `Paper` –  especializada em design e tendências  – no qual ele aparece com um filhote cabra em seus braços, fazendo alusão ao apelido para si mesmo.
Mas o português Cristiano Ronaldo não deixou por menos e também passou a adotar o “goat”. Assim que começaram os rumores da disputa pelo apelido, surgiram publicações nas redes sociais em que o rosto do craque CR7 era substituído por uma cabra.
 
CABRA DA PESTE
Pode ser que uma coisa nada tenha a ver com a outra, mas a expressão “Cabra da Peste” é usada no Nordeste brasileiro para designar o sujeito destemido. Seria aquele  sertanejo que sobreviveu superando todos os sofrimentos, da seca à desnutrição, passando pela irresponsabilidade de políticos corruptos e aproveitadores. 
É por isso que se diz que o “nordestino é antes de tudo um forte”.
E, pensando bem, são 2 “cabras da peste”

1 Comentário

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Logo Qualitare