Quando assumiu o Manchester United, em 2016, o português José Mourinho já vinha de uma temporada de fracassos no Chelsea. Mas ele tinha um sonho: queria reviver a história de Alex Ferguson, que ficou 27 anos no clube e ganhou  13 taças da Premier League e duas Champions.
Mas Mourinho virou uma espécie de Vanderlei Luxemburgo da Europa. É aquele profissional que tem currículo, mas não consegue repetir os resultados do passado. Invariavelmente briga com jornalistas que tentam questionar seus números atuais.
Mourinho, que começou sua carreira como auxiliar de Bobby Robson, no Barcelona (na verdade, ele era praticamente um tradutor, já que Robson não falava espanhol), cresceu muito e ganhou títulos por quase todos os clubes por onde passou. Igualzinho a Luxa.
Hoje ele foi oficialmente demitido do Manchester United, depois de acumular derrotas e de ver o seu time ser humilhado pelo Liverpool.
Mourinho é marrento que nem o `profexor`.
 
Em tempo – Por falar em Bobby Robson, assisti neste final de semana no Netflix o documentário de sua carreira como técnico. Imperdível para quem gosta de futebol. Recomendo muito.

2 Comentarios

  1. Ele fala mais que a boca. Isso é um problema.

  2. Pois é. Faz tempo que não faz um trabalho consistente!

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Logo Qualitare