No jornal espanhol ‘Ás’:

O Flamengo quer mandar na América do Sul. Para isso, o clube brasileiro tem se esforçado nos últimos anos para ampliar um elenco com os melhores jogadores de futebol que pode encontrar no mercado na ponta dos dedos. Por isso eles não hesitaram, e os olhos de Fla foram para o velho continente. Nesse contexto, o clube carioca adquiriu até 12 jogadores desde 2016 para compor o elenco que hoje apresenta.

Os nomes que compõem a equipe são como uma coleção de adesivos. Algo que não só fez com que nos últimos anos sejam a equipe que começa para tudo no Brasil, mas na Copa Libertadores também é uma daquelas equipes que desde o início começa como a candidata máxima a erguer o título. E, certamente, suas últimas aquisições seguiram o caminho de maximizar a sensação de domínio sobre o resto das equipes.

A batalha no país para ser o melhor time leva os clubes a apostarem forte nos jogadores que trazem. O Brasil vive um momento em que mantém notável superioridade em relação aos demais países da América do Sul. Não é por acaso que três dos cinco semifinalistas da Libertadores são de lá, e por sua vez dois dos semifinalistas da sul-americana. Eles não estão apenas fazendo as coisas bem com seus jovens jogadores, mas também adquirindo outras peças veteranas ou que vêm do velho continente.

Os jogadores de futebol adquiridos pelo Flamengo desde 2016:
Diego (2016) – Rescisão de contrato com o Fenerbahçe
Diego Alves (2017) – Valência
Vitinho (2018) – CSKA Moscou
Filipe Luís (2019) – Terminado contrato com o Atlético de Madrid
Mauricio Isla (2019) – Rescisão de contrato com o Fenerbahçe
Thiago Maia (2020) – Emprestado de Lille
Gabriel Barbosa (2020) – Inter
Pedro (2020) – Fiorentina
Bruno Viana (2021) – SC Braga
Kenedy (2021) – Chelsea
Andreas Pereira (2021) – Manchester United
David Luiz (2021) – Rescisão de contrato com o Arsenal

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Logo Qualitare