No jornal argentino ‘Olé’:

“Con la victoria ante Perú en Río de Janeiro, Tite ya dirigió 56 veces a Brasil y su récord mete miedo: en total lleva 43 partidos ganados, nueve empatados y apenas tres derrotas. Y si se toman sólo los goles convertidos contra los recibidos en su ciclo, la cifra también sorprende: son ¡127 a favor contra apenas 22 en contra!

3 Comentarios

  1. Poucos jogos são contra seleções europeias.

  2. O negócio é o seguinte: deixando o ranço que eu tenho de Tite de lado, e ele é enorme, tem que levar em consideração a qualidade desses adversários. Ele chegou na Copa com um histórico fenomenal e como favorito, mas o mundial foi frustrante. Perder para a Bélgica não é admissível. A seleção tem consistência para enfrentar uma França? Uma Holanda? A considerar…

  3. Eu sempre defendi o Tite exatamente por esses números, diferente de muita gente que defendia a saída do mesmo. Tite sempre demonstrou bons resultados só porque perdeu uma partida para a Bélgica, num azar, gol contra e o Renato Agusto ter perdido o gol que seria do empate, começaram as críticas sobre o Tite. Merece kevar a Seleção para a Copa de 2022, agora se for mal, pode-se pensar em outra alternativa, que começaria um novo trabalho com tempo, 4 anos para formar uma nova equipe.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Logo Qualitare