Valeu a pena acordar as 5h da manhã pra ver o Brasil empatar com a Costa do Marfim?

Acho que sim. Foi um jogo duríssimo, contra um time que tem jogadores grandes, fortes e muito provavelmente mais “velhos” e experientes que os nossos.

Nunca foi possível provar, mas as seleções africanas invariavelmente são acusadas de utilizar jogadores acima da faixa etária em torneios olímpicos.

Mas isso não importa. O Brasil teve a infelicidade de ver o Douglas Luiz ser expulso no começo do jogo e sofreu para se reorganizar. Segurou o empate no primeiro tempo, voltou melhor depois do intervalo e controlou as ações.

Faltou desta vez o fato de gol de Richarlison, que, muito bem marcado, praticamente sumiu. Esse atacante Matheus Cunha sai muito da área para buscar jogadas. Ficamos sem poder ofensivo a maior parte do tempo.

Gostei da dupla de zagueiros e de Daniel Alves, que atua como um líder, um maestro, mesmo na lateral, numa faixa de campo restrita. Antony não foi tão bem quanto no primeiro jogo.

Enfim, o empate deixar o time na liderança, com chances de fazer um resultado melhor na última rodada contra a Arábia, e sair como primeiro do grupo. E, pelo contexto dessa partida (expulsão, superação etc), foi importante para unir o grupo e seguir lutando.

Difícil cravar que somos favoritos ao ouro. Mas temos chances, sim.

4 Comentarios

  1. Eu é que não acordarei tão cedo pra ver o que quer que seja…Só se fosse Copa do Mundo de futebol, com jogo decisivo do Brasil…

  2. Até parece. Brasil x Costa do Marfim em fase de grupos de uma olimpíada? Por favor, né? 😂

  3. Eu já acordo todos os dias por volta das 5:30 hs, hoje foi fácil, ainda fiz um cafezinho apetitoso para acompanhar o jogo.

  4. Eu já acordo todos os dias por volta das 5:30 hs, hoje foi fácil, ainda fiz um cafezinho apetitoso para acompanhar o jogo.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Logo Qualitare