No blog do Menon (UOL Esportes)- Foi cruel a derrota do Palmeiras. Requintes de sadismo, um enredo heróico que termina com zero pontos. Um elenco dizimado e um time cheio de garotos, inclusive um – Marcelinho – de 17 anos. E o artilheiro do time sai contundido. E um dos experientes sai expulso… O campeonato nem deveria ter começado. Mas nem vou falar nada. Capaz de me chamarem de mariquinha.

5 Comentarios

  1. Seria cômico se não fosse trágico.

    • O Corinthians this foi prejudicado pelo árbitro, interfere na partida, aos 20 minutos do primeiro tempo o Darlan do Grêmio fez uma falta igualzinhoa a falta que o Cantil lo tinha feito e tomado amarelo, o árbitro não deu o segundo amarelo para o Darlan do Grêmio .Se o árbitro tivesse expulsado o Darlan o Corinthians estaria em superioridade e o Marlon não cometeria a falta que fez e não seria expulso.Esse árbitro não tem a mínima condições de apitar jogos da envergadura de um Corinthians x Grêmio.

  2. Menon
    Vc eh marquinha
    Mas, está certo
    E errado….
    Como parar?
    Vc paga?
    Como.jogar?
    Vc garante que não vai morrer de covid,não vai pegar,não vai transmitir para a família?
    Quem nasceu antes?
    O ovo ou a galinha?
    O pior Menon,eh não saber o certo a fazer…

  3. Como dizia o Murici Ramalho “a bola pune” , quem não quer ganhar, perde, é elementar meu caro watson, Santos e Palmeiras foram só para treinar, os objetivos dos dois eram os jogos da Libertadores, perderam isso é uma prática com todos times brasileiros, estão priorizando jogos.

  4. O mesmo Palmeiras que estava todo desfalcado ontem foi o mesmo que enfrentou o Flamengo com o time carioca jogando apenas com três titulares e o restante do elenco era de garotos. O Palmeiras queria o jogo a qualquer custo evidentemente pensando em faturar contra um time favorito ao título mas a estratégia foi por água abaixo uma vez que o Verdão não conseguiu a vitória tão esperada. Agora esse tal de Menon dizer que o campeonato nem deveria ter começado é típico de uma pessoa que vê a árvore mas não vê a floresta.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Logo Qualitare