Nos dois jogos mais importantes da 36ª rodada do Brasileirão, um VAR completamente bêbado pode ter interferido no resultado final do torneio.

Em São Januário, disseram que o equipamento estava quebrado na hora de checar o primeiro gol do Internacional. Prevaleceu a decisão de campo, mas foi um lance duvidoso. Depois, esse mesmo VAR deu pênalti em favor do Vasco, num lance que, à primeira vista, não houve falta.

No Maracanã, houve 2 impedimentos no segundo gol do Flamengo. Mas o VAR – certamente “embriagado” – mandou para o centro do campo a jogada que resultou no gol da vitória.

É lógico que o Inter e o Flamengo jogaram melhor e mereceram vencer os seus confrontos neste domingo. O Flamengo, em determinados momentos, teve quase 80% de posse de bola. É uma diferença brutal. Mas o que não pode acontecer é essa interferência eletrônica que, para muitos, está matando o futebol aos poucos.

A luta pelo título continua parelha entre Internacional e Flamengo. E se o VAR não atrapalhar, a decisão já tem dia e hora para acontecer:

3 Comentarios

  1. Jogar no Rio quando o flamingo necessita de pontos é ruim, árbitro, bandeirinha e var que beleza. Achei engraçado o narrador da globo dando a senha para o var? Ele disse eu acho que não estava impedido antes da decisão do lance pelo var, acho que num jogo na Arena Neo Química o Var , também, em lance duvidoso foi pro flamingo, logo em seguida o Var deu um penalte edtranho para o Vasco.

  2. O VAR não resolveu o problema da arbitragem. As polêmicas continuam com força.

  3. E o ponto cego do VAR no jogo Palmeiras x Bragantino, e o pênalti dado ao Inter no jogo contra o também Bragantino. e o gol que decretou a vitória do São Paulo contra o Góias em que bola não entrou totalmente. Ficar dizendo que o VAR favorece um único clube só é um raciocínio pequeno. Todos os clubes em algum momento forem beneficiados e prejudicados pelo VAR. O VAR no Brasil é uma desgraça, porque os mesmos que o controlam são os mesmos que apitam em campo.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Logo Qualitare