captura-de-tela-2016-10-02-as-11-12-53
No Diário de Pernambuco – O quadro financeiro do Santa Cruz é dramático. Investimentos, como a compra de Keno se tornaram impossíveis. A prioridade da diretoria é “arrumar a casa” e saldar despesas obrigatórias. Uma delas, com o elenco, que não recebe salários há três meses – fato que fez até o atacante Grafite expor o seu incômodo com a situação. Mas, sem dinheiro na conta, o clube não pode ainda pagar nem parte da dívida com os jogadores. Na tarde desta sexta-feira, o presidente Alírio Moraes se reuniu com líderes do grupo para explicar a gravidade da crise vivida pelo Tricolor.
Segundo informações apuradas pela reportagem do Superesportes, Alírio  procurou viabilizar verbas de patrocínio na Caixa Econômica Federal ainda nesta tarde para tirar um pouco o Santa do sufoco. Vem tentando levantar fundos também em outras frentes: por meio de parcerias com empresários e empenhando até bens próprios. Não só para pagar os atletas, mas ainda os funcionários. Muitos deles chegam a quatro meses de atrasos.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Logo Qualitare