Você só acorda as 5h da manhã (num frio de 12 graus aqui em SP), na esperança de ver um bom jogo de futebol. Mas o primeiro tempo de Brasil x Arábia Saudita, na complementação da fase de grupos dos Jogos Olímpicos, foi um show de horrores. Os caras não conseguiam acertar um passe de 2 metros. Incrível. Deu vontade de desligar e voltar pra cama.

Mas o técnico Jardine mexeu no time e houve uma melhora. Não foi ainda um futebol digno de medalha, mas houve uma evolução. E, ao fim dos 90 minutos, com mais dois gols de Richarlison, avançamos em primeiro e esperamos a definição do nosso adversário nas quartas de final. 

Argentina? Espanha? Austrália? Qualquer um dos três deverá exigir muito mais do que a esforçada Arábia Saudita.

Houve um momento, notadamente no primeiro tempo, em que o futebol olímpico lembrou a primeira fase dos Jogos do Rio-16. Recorde-se que empatamos com África do Sul e Iraque, ambos por 0x0, simplesmente “jogando pedras na lua”. Parecia que tudo estava perdido.

Talvez sirva de inspiração para a fase de mata-mata que começa sábado.

1 Comentário

  1. Não tô acompanhando a seleção, mas será que esse time tem condições de ganhar? Inacreditavelmente o Brasil parece não meter medo em Olimpíada, poderia ter um histórico bem melho, pela camisa. Pelo que vi, Richarlison está sendo o cara.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Logo Qualitare