Depois de perder quatro patrocinadores e o fornecedor de material esportivo por causa da contratação do goleiro Bruno Fernandes, condenado em primeira instância pelo sequestro, assassinato e ocultação de cadáver da ex-amante, Eliza Samudio, o presidente do Boa Esporte Clube, Rone Moraes da Costa, cogita levar o clube para outra cidade, caso a prefeitura de Varginha também retire o apoio financeiro.

Informa o blog “Leia Já Esportes” que a prefeitura divulgou nota oficial nesta segunda-feira informando que o departamento jurídico está analisando o apoio ao clube.

“Se a prefeitura não quer o Boa, podemos tomar outro rumo”, diz o dirigente na manhã desta terça-feira.

Captura de Tela 2017-03-14 às 15.24.42

Na entrevista coletiva que deu hoje, ee se comparou ao atacante Edmundo e falou até de seleção brasileira: 
“Assim como tive colega de trabalho que passou por essa situação a carreira toda, o Edmundo, assim espero que seja minha trajetória também. Se não estiver preparado para a pressão, posso me levantar e ir embora”
“Sonhar nunca é demais. Mas eu vou trabalhar e fazer o meu melhor aqui dentro do Boa. Vou deixar isso (Seleção Brasileira) acontecer naturalmente”
 

3 Comentarios

  1. Eu tinha dito que a contratação desse goleiro é um tremendo marketing negativo.

  2. O blog tá dando muita publicidade a esse infeliz a ao Boa Esporte, hein?

  3. Tem dirigente que se cair de quatro, não levanta mais, é lamentável.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Logo Qualitare