O presidente da Federação Argentina, Claudio Tapa, e o técnico da seleção Jorge Sampaoli, reuniram-se hoje com o embaixador da Rússia no país, Viktor Koronelli, após a ameaça do grupo terrorista Estado Islâmico (o ISIS), ao craque Lionel Messi.
A Argentina disputará em novembro dois amistosos na Rússia, contra a Nigéria e a própria Rússia. Essa reunião, que aconteceu no Aeroporto de Ezeiza, aconteceu pouco depois que o ISIS divulgou uma fotomontagem em que Messi aparece com uma lágrima e sangue.
A mídia argentina noticia hoje que a reunião foi exclusivamente para tratar da segurança da seleção na Rússia. E, embora a AFA tente evitar falar de supostas ameaças a Messi, a verdade é que o pânico se instalou no Argentina, depois dessa macabra montagem que fizeram com o camisa 10 mais famoso do mundo.
Captura de Tela 2017-10-26 às 21.46.43

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Logo Qualitare