É preciso saber quem teve a idéia de botar Neymar naquela roubada do comercial da Gillette. O cara já estava com o filme queimado e, de repente, quando todo mundo acreditava que nada poderia piorar na sua vida, surgiu o pedido de desculpas patrocinado que repercutiu mal nos quatro cantos do mundo.
Na França, para onde o craque vai voltar esta semana para se integrar ao elenco do PSG, a reação da mídia também foi fulminante. Entre os trechos mais mencionados pela imprensa francesa, aquele no qual o astro tenta justificar as simulações de faltas foi o mais reproduzido. Segundo o jornal L’Équipe, o vídeo de “publicidade-confissão”, em que o jogador do PSG admite seus exageros e se apresenta como um novo homem, fez com que Neymar “fosse mais uma vez severamente criticado pelos veículos de informação e uma parte da opinião pública no Brasil”. “A maior parte dos internautas que deixaram comentários na conta no Twitter do astro de 26 anos claramente colocaram em dúvida sua sinceridade”, afirmou o jornal.
Até mesmo veículos de informação de nicho, como a revista masculina GQ, abordaram o tema. “Em um vídeo produzido pela Gillette, um de seus patrocinadores, o jogador mais caro do mundo (€ 222 milhões) aproveitou para se explicar e se confiar de forma muito imagética e romanceada”, diz a publicação, que chama a publicidade de “muito surrealista”. “Neymar reconhece que ele exagera, o que talvez queira dizer que o fará menos daqui para a frente”, diz a revista, que completa: “Mais adiante ele diz, com razão, que leva muitas faltas dos adversários. Mas isso não mudará. Ele deverá continuar a sofrê-las”.
Tudo isso por cerca de US$ 7 milhões (aproximadamente R$ 26 milhões no câmbio atual), dinheiro que pode arrumar a vida de qualquer cristão, mas que, definitivamente, não faz falta para Neymar. Será que valeu a pena?
Neymar retorna ao futebol profissional nessa semana. Ele integrará o grupo do PSG que disputará o título do Troféu dos Campeões contra o Mônaco, jogo oficial – embora de baixo interesse – que será disputado na cidade de Shenzhen, na China. “Esperamos por ele no dia em que chegarmos”, revelou Tuchel, referindo-se à quinta-feira.

3 Comentarios

  1. Impressionante, sempre dando bola fora! Neymar precisa mudar dentro de campo, essas baboseiras de patrocinadores não convencem ninguém, só piora o que já tá ruim.

  2. Não era pra menos. Além da propaganda ser muito malfeita, o texto é péssimo, faltou naturalidade e boa intenção. O intuito claramente foi ganhar dinheiro e não se desculpar. Aí queimou o filme à to, pois parece que ganhou 1 milhão de reais pra estrelar a campanha, o que é nada pra conta bancária dele. E a empresa responsável se queimou junto. Agora, vão ter que bolar uma outra ação pra limpar a imagem de ambos. Seria muito mais genuíno se tivesse se pronunciado pós eliminação, ou mesmo marcado uma coletiva. Mas, foi um tiro no pé essa iniciativa. Ele tá enxugando gelo. O melhor que tem a fazer é ficar calado e jogar bola.

  3. Sr. Presidente do Clube de Regatas do Flamengo, pelo amor deDeus nunca pense, sonhe ou aceite a vinda de Neymar júnior para o MENGÃO, pois. só nos sairemos perdendo.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Logo Qualitare