Real Madrid 1×2 Manchester City: sempre que vejo um jogo desse nível, convenço-me de que a distância entre o futebol europeu para o sul-americano é uma enormidade. Parece até outro esporte. Muita competitividade, pouco espaço para os jogadores e uma qualidade técnica fenomenal.
E nesse jogaço de hoje, quero destacar dois jovens brasileiros: primeiro Gabriel Jesus, que ganhou a condição de titular do City, deixando Sérgio Aguero no banco de reservas, e foi um dos destaques de sua equipe, junto com De Bruyne. Fez um gol de cabeça e deu uma canseira em Sergio Ramos, que é talvez o melhor zagueiro do mundo – além de ser bastante violento, claro.
O outro destaque foi Vinícius Jr., equivocadamente substituído por Zidane, na altura dos 25 min do segundo tempo, quando seu time ganhava por 1×0, com assistência do brasileiro. Vinicius saiu para a entrada de Bale, que quase não pegou na bola.
E sobre Gabriel Jesus, pela bola que ele está jogando, cabe aqui um comentário final: por favor não tentem comparação-lo a Gabriel Barbosa, o nosso Gabigol.
A distância é a mesma do futebol da Europa para o futebol da América do Sul.
E por falar em Sérgio Ramos, expulso de campo mais uma vez…

3 Comentarios

  1. Gabigol não vingou nem no futebol português, pra se ter uma idéia.

  2. Claro q n tem como comprar,g.jesus foi pra Europa pra ser banco já está lá a 4 anos agora q ele é titular, enquanto isso Gabigol foi fazendo seus gols decisivos e ganhando títulos mais importantes, licença os cara vê um jogo,contra um Real Madrid que não é mais o mesmo Real Madrid,e vem falar merda na internet,a distância do futebol Europeu e a mesma da do Gabigol pro g.jesus só pra corrigir,vlw

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Logo Qualitare