A decisão da Conmebol de levar a Copa América de 2021 para o Brasil irritou, e muito, os jogadores da seleção da Argentina. A ponto de alguns tentarem até um boicote ao torneio, apurou o ESPN.com.br.
Toda a indignação dos atletas é com a AFA (Associação de Futebol Argentino) e com o governo do país, que, por conta do aumento preocupante de casos de COVID-19, paralisou temporariamente o futebol local e abriu mão de sediar a competição continental para minimizar as chances de contágio.

Transtornados com a troca de sede, jogadores do time albiceleste fizeram ligações para colegas de outras seleções a fim de tratar de um ato conjunto e encorpado no sentido de não jogarem o campeonato.

A irritação dos atletas argentinos tem ao menos duas motivações principais: a chance de quebrar o longo jejum sem título, o último foi o da Copa América de 1993, e o fazê-lo com Messi, que segue sem ganhar uma taça com a equipe principal do país. E conseguir tais feitos em casa era uma das ambições dos atletas.

Inicialmente, a Argentina seria sede da disputa, prevista para começar em 13 de junho, ao lado da Colômbia. No entanto, o acúmulo de protestos populares contra ações do governo tiraram os colombianos do páreo antes. Com a recusa da Argentina, a Conmebol pensou no Brasil e até oficializou a transferência, mas o país ainda não confirmou oficialmente a aceitação.

4 Comentarios

  1. Deveria haver um boicote generalizando. Uma desmoralização enorme para o Verme que nos colocou nessa.

  2. Sinceramente? Acho que, pelo menos no Brasil – já que as razões dos demais países e seleções podem ser outras -, estão politizando essa questão, embora não me agrade dizer isso. Sim, porque estamos tendo futebol normalmente, por aqui. Ou não? E a Conmebol, ao que parece, ainda vai vacinar os pés-na-bola e staffs…Qual o problema, então? Ah, o Capetão vai se beneficiar politicamente! Pra mim não muda nada. E se alguém se deixa influenciar por futebol é um tolo que votará em outro tolo, seja ele Lula, Bolsonaro ou outro mandrião qualquer…

  3. A hipocrisia tomou conta da Argentina? No funeral do Maradona teve milhares de argentinos, nas ruas e na Casa Rosada liberada pelo Presidente em plena pandemia, isso não foi aceito para reforçar ganhos políticos dos bolivarianos vermelhos?

  4. O Brasil realizar um torneio internacional, que não é obrigação sua, num momento onde uma terceira onda de contaminação está prestes a ocorrer e com a vacinação a passos de tartaruga ( quem garante que TODAS as pessoas envolvidas, diretamente ou não, estarão vacinadas? Você mesmo disse que a eficácia de uma das vacinas se mostrou duvidosa…), é algo problemático sim. O torneio nem deveria ocorrer, uma vez que o calendário já está estrangulado. É mais uma oportunidade pros desocupados promoverem aglomerações desnecessárias. E mesmo que tudo isso não tivesse nenhuma relevância, é ultrajante o presidente aceitar receber um torneio rejeitado por todos, com o único intuito de afrontar a população e usar esse movimento como cortina de fumaça para suas barbaridades. Ele não trabalha…, deveria estar focado em necessidades bem mais urgentes que essa, toda e qualquer oportunidade que tivermos de desmoralizar esse patife, deveremos aproveitar. Os clubes, entidades de saúde, CBF, qualquer um deveria se manifestar contra essa aberração. Mas aí já é esperar demais. Qual o custo benefício do Brasil receber essa Copa América?

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Logo Qualitare