O Benfica de Jorge Jesus amargou hoje mais uma frustração ao ser eliminado da Liga Europa pelo Arsenal. A mídia fala com insistência na possível demissão do treinador, que já teria sido procurado pelo Atlético-MG.

Mas o Flamengo nunca saiu do horizonte de Jorge Jesus. Ele certamente estava acompanhando a rodada final do Brasileirão e muito provavelmente torceu contra o Flamengo. Seria a “tempestade perfeita”. O Flamengo deveria livrar-se de Rogério Ceni e pavimentaria a volta de Jesus para a Gávea.

Claro que Jorge Jesus não admitiu que torceu contra o Flamengo. Se fosse perguntado, com certeza diria que não. Mas, conhecendo como a gente conhece o mundo do futebol, é mais do que provável que essa ideia tenha passado pela sua cabeça nesta madrugada em Lisboa.

 

2 Comentarios

  1. A saída de Jorge Jesus no ano passado foi compreensível em vista da forma como a pandemia avançava no país. O problema é que a pandemia está durando mais do que o esperado inclusive em Portugal. A não ser que Ceni queira deixar o Flamengo, a volta de JJ no momento torna-se um pouco mais distante. Ainda mais que quando assumiu o Flamengo, ele disse que sairia assim que recebesse uma proposta de um grande clubes europeu para disputar a Champions League, inclusive pedindo para deixar o valor da sua multa baixo. Difícil interromper um trabalho de um treinador que entrou no meio do campeonato e a pouco tempo conseguiu dar um padrão mais próxima de 2019.

  2. Até que enfim o narigudo tem um título importante pra chamar de seu. Antes tarde do que nunca. Kkkkk

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Logo Qualitare