Em fevereiro, num jogo contra o São Bento, pelo Campeonato Paulista, o Corinthians exibiu pela última vez a marca da CAIXA na sua camisa. A parceria com o maior patrocinador do futebol brasileiro foi desfeita porque o clube não aceitou renovar o contrato pelos mesmos R$ 30 milhões/ano que começou a valer em 2012.
Como consequência, o Corinthians, que é líder do Brasileirão e não perde há quase cinco meses, enfrenta sérias dificuldades financeiras nesta temporada. O clube teve resultado negativo no primeiro semestre de 2017 e viu sua dívida crescer.
O déficit até o fim de junho foi de R$ 35,5 milhões. Sem fazer grandes vendas de jogadores, como aconteceu em 2016, o futebol corintiano ficou no vermelho em R$ 17,8 milhões. Clube social, esportes amadores, juros bancários e outras despesas completam o prejuízo.
Já a dívida do clube saltou de R$ 425 milhões para R$ 472 milhões. Este montante não engloba os financiamentos da Arena Corinthians, que são pagos por um fundo com as receitas de bilheteria e outros valores arrecadados com o estádio.
A pergunta que se faz é esta: por que não renovou o contrato de publicidade em fevereiro? O cara que tomou essa decisão pelo clube deveria ser responsabilizado por tamanha insensatez.
O que se vê hoje é algo inusitado no mundo dos negócios: o líder do Campeonato Brasileiro entra em campo com a sua camiseta limpa e imaculada, mas o clube está atolado em dívidas. Enquanto isso, o lanterna, Atlético-GO – só pra citar um exemplo – exibe triunfalmente a marca da Caixa e deve estar com dinheiro sobrando na conta bancária.
Captura de Tela 2017-08-09 às 05.52.40

3 Comentarios

  1. Deveria ter renovado com Caixa, chega no fim do ano vende metade do time, tiro meu Chapéu pra toda comissão técnica pro Carille e jogadores, mas essa diretoria não merece.

  2. Tomara que confirme o título BR, a premiação da uma bela aliviada!

  3. Ué, não são eles o rei da mídia? kkkk

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Logo Qualitare