Captura de Tela 2017-12-08 às 09.08.03
 
Na busca por “um novo nome”, já se pensou em algumas personalidades para disputar a Presidência da República, dentre elas o apresentador Luciano Hulk, o juiz Sérgio Moro e (acredite!) até o técnico Tite.
Nenhum deles parece disposto a enfrentar essa aventura. Tite, por exemplo, em entrevista à Veja, descartou totalmente essa possibilidade, mesmo que volte da Rússia com a taça de hexacampeão do mundo:
“Nunca. Jamais deixarei o futebol. Não tenho essa pretensão. Como cidadão, espero que a política, que por vezes me envergonha, esteja um dia muito melhor do que está hoje. O país é muito maior que o futebol, que mexe com a emoção. A política mexe com o nosso futuro, o de nossos filhos”.

3 Comentarios

  1. Espero que a Veja tenha feito essa pergunta em tom de brincadeira, como deve ser, porque caso contrário, a coisa tá pior que se imaginava. Por mais atitudes como a de Marília Gabriela, que recusou o cargo de ministra da Cultura, por reconhecer que não tinha competência para tanto e que só tinha sido convidada por ser famosa.

  2. Verdade seja dita, Tite nunca brincou com isso. Ao contrário de muitos…

  3. O que não é garantia que nunca o fará. Ele já deu mostras que é capaz de contradizer seus próprios discursos ao aceitar o comando da seleção, mesmo assinando o manifesto contra a CBF e com Del Nero ainda no poder. Falou muito e depois queimou a língua.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Logo Qualitare