O Tribunal Arbitral do Esporte anunciou há pouco que negou um recurso impetrado por Ricardo Teixeira, ex-presidente da CBF, contra a decisão do Comitê de Ética da Fifa que o baniu do futebol, em 2019. A informação é de Ancelmo Gois, em O Globo.
Na ocasião, além de ser proibido de ter qualquer envolvimento com atividades futebolísticas, Teixeira foi multado em um milhão de francos suíços (aproximadamente R$ 5,7 milhões) por receber propina de empresas em troca da venda preferencial de direitos de TV e marketing de competições.

1 Comentário

  1. O que esse velho bandido ainda quer?

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Logo Qualitare