Deu no Painel da Folha – O YouTube excluiu uma peça de divulgação da campanha de Celso Russomanno (Republicanos) por infração de direitos autorais da Fifa.
O vídeo utiliza imagens da Copa do Mundo de 1970, colocando o candidato e o presidente Jair Bolsonaro como jogadores da seleção brasileira contra os adversários tucanos Bruno Covas e João Doria, governador de São Paulo que apoia o atual prefeito.
Para Elsinho Mouco, marqueteiro de Russomanno, os peesedebistas estão incomodados com o sucesso da ação. Ele tem utilizado a sigla CR10 para fazer referência a Cristiano Ronaldo (o CR7) e Pelé (camisa 10).
A peça foi retirada do ar, no entanto, porque a campanha do Republicanos não tem autorização para uso das imagens. Mouco alega que a imagem tem 50 anos e que, em sua visão, passou a a ser de domínio público. Ele diz que vai recorrer do bloqueio do vídeo.
“O gol do Russomanno está incomodando. O vídeo viralizou e provocou uma reação imediata do tucanato”, diz Mouco.
A peça trata de dois pilares da campanha do candidato do Republicanos: a proximidade com Bolsonaro e a criação do auxílio paulistano.
Mouco afirma à Folha que o plano é que a prefeitura aumente de 15% a 20% o valor pago pelo governo federal com o Renda Cidadã. “São Paulo foi o epicentro da pandemia, foi a cidade mais atingida”, diz o publicitário. ​

2 Comentarios

  1. E a tradição vai se mantendo. Celso Russominion caindo nas pesquisas. Nada, nada e morre na praia. Ele é o cavalo paraguaio da política.

  2. Renato, é sério que vc acredita em pesquisas eleitorais? Acredito nas pesquisas como acredito em urnas eletrônicas sem voto impresso como acredito em nota de 3,00 reais.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Logo Qualitare